Tabaco sagrado para ritual e cachimbo

Tabaco sagrado para ritual e cachimbo
Tabaco sagrado para ritual e cachimbo
R$35,00 
UME:  
Disponibilidade: Em estoque
Quantidade: 72 grama
Qtd:  Subtrair  Adicionar

Adicionar Para Fazer Comparação | Adicionar Produto à Lista de Desejos


Nós vendemos esse tabaco forte para ritual e cura por

100 gramas  R$30,00
500 gramas  R$ 120,00
1 kilo           R$180,00 

Origem Acre, tribo manchinery.
Próprio para cerimonias de ayahuasca, san pedro, cogumelos, entre outras plantas e para orações e limpezas

TABACO (Semah)
 
Semah, ou tabaco, é uma Planta Sagrada da DIREÇÃO LESTE . Os nativos americanos utilizam uma mistura de tabaco conhecida como kinikinik, ou uma mistura de salgueiro vermelho. É considerada uma das plantas mais sagradas, porque quando é utilizada abre as portas para o contato com Wakan Tanka- o Grande Espírito (Deus – o Criador). Os anciãos da tribo costumam dizer que o tabaco é usado para conectar a humanidade – através da sua fumaça – de suas raízes na Terra à imensidão do céu. Esta planta é muito respeitada e muito honrada. Oferecer o tabaco é uma bela maneira dos nativos prestarem reverência. Cerimônias usando tabaco invocam uma relação com as energias do universo e, com o Criador, e faz com que a ligação entre o reino terrestre e o espiritual não seja quebrada. Existem quatro usos tradicionais do Tabaco:
 
PRECE Quando colocamos o tabaco no cachimbo sagrado, estamos utilizando-o como um elo de comunicação para o céu, para o mundo onde todos os nossos ancestrais passaram antes de nós. A fumaça não é para ser tragada. Quando a fumaça sobe, ela leva nossas orações com ela até Wakan Tanka (o Grande Espírito) e até todos os nossos ancestrais que passaram para o “outro lado” antes de nós. Os anciãos ensinam que, quando acabarmos a oração, é para espargirmos uma pequena quantidade de tabaco sobre o tambor. Esta é uma maneira de agradecer o Criador por tudo que ele nos deu. O Tabaco pode ser usado diariamente, uma vez que cada novo dia é saudado com orações de agradecimento. Muitos anciãos dizer para segurá-lo nas mãos em orações de agradecimento. Acrescentam igualmente que é melhor segurá-lo em sua mão esquerda, pois este é o lado mais perto do seu coração. (chacra cardíaco)
 

ORAÇÃO - É uma tradição entre os nativos queimar tabaco antes das tempestades. É utilizado para pedir em oração as poderosas tempestades para não machucar suas famílias. Orar com o tabaco na língua nativa tem muito poder e pode fazer diferença no mundo físico.

 
O Tabaco deve ser utilizado com respeito e seriedade. O Tabaco Sagrado é usado para orações de gratidão ao Grande Espírito e como forma de agradecer a nossa Mãe Terra pelas muitas bênçãos recebidas, tais como boa saúde, grande pesca e de boas colheitas. Os nativos oferecem tabaco e preces nas colheitas e quando caçam para alimentar a tribo, em sinal de respeito. Deveríamos seguir seu exemplo, pois ao honrar todas as nossas relações demonstramos que não esquecemos o nosso lugar dentro da teia da vida. Quando você oferece tabaco à outra pessoa é um pedido para que você e a pessoa se tornem um só coração, uma só mente, um só espírito. O tabaco é oferecido quando você pedir a alguém para fazer uma cerimônia para você, seja um toque de tambor ou um cântico, uma defumação (smudging cerimony), uma sauna sagrada (sweatlodge cerimony) ou a cerimônia do cachimbo sagrado (sacred pipe cerimony) ou qualquer outra cerimônia. Isso significa que você e a pessoa que está fazendo a cerimônia são um só em coração mente e espírito.
 
OFERENDA - tabaco O tabaco é usado como oferenda nas orações ao Grande Espírito (o Criador), agindo como um meio de comunicação. Ou é oferecido ao fogo, de modo que a fumaça possa levar as orações ele. Pode ainda ser colocado na terra, em um local limpo e agradável. Significa que nos aproximamos humildemente do nosso criador, manifestando a nossa inocência. Os nativos ensinam que quando quisermos falar com WakanTanka, devemos oferecer uma planta de tabaco. Os anciãos da tribo levam sempre tabaco consigo para oferecê-los ao fogo ou oferecê-lo de volta à Mãe Terra, em nome do Circulo Sagrado. Os nativos americanos vivem a vida de forma a respeitar o sagradoem tudo. Ao colherem alguma planta da terra, sempre explicam ao espírito da planta, por que isso está sendo feito e oferecem um pouco de tabaco em troca da generosidade e ajuda que a planta colhida partilha livremente. Purificar-se e trabalhar com a mente clara e o coração limpo. É preparar o terreno para conviver com o próximo. Os nativos sabem que se fizerem o bem (caminhando na beleza), as coisas boas chegarão. Às vezes, os anciãos usam água no lugar do tabaco para os rituais de purificação. É uma forma de manifestar agradecimento ao Criador e a Mãe Terra que se doa para nós. A água é filtrada através da areia.
UNIÃO - Outra maneira de utilização do tabaco é para criar o sentimento de união e harmonia em uma reunião de pessoas. É que Le também serve para “curar” os relacionamentos. O tabaco ajuda a curar feridas emocionais e promover o perdão entre pessoas que estão em desacordo.Entre os nativos norte americanos, se uma pessoa não tem dinheiro para comprar algo (uma bolsa por exemplo) e ela oferecer um pouco de tabaco a troca é efetuada. E a sacralidade do ato que conta, não a quantidade. A pessoa que esta vendendo pode decidir aceitar ou rejeitar o tabaco.
Alguns anciãos da tribo oferecem tabaco para todos aqueles que vão visitá-los. O tabaco é dado aos idosos, quando um está buscando aconselhamento. É sempre bom para oferecer tabaco quando procuram conhecimento ou aconselhamento de um idoso ou quando acontece uma canalização. Esta atitude mostra gratidão e respeito pelo ancião cujos conselhos você está procurando. O tabaco é oferecido como forma de apreciação ao ensinamento dado por um ou até mesmo de uma pessoa mais jovem se a pessoa que oferenda reconhece o valor no que foi dito. É uma forma de demonstrar respeito e gratidão.
 

O Verdadeiro Tabaco É importante lembrar que o Tabaco Nativo é uma espécie diferente: Não é o fumo de tabaco que você encontra em lojas e armazéns. O tabaco comum (como o utilizado em cigarros) não é uma planta sagrada. Existem mais de 60 espécies dessa planta. O utilizado no caminho sagrado é uma não contém nicotina ou outras propriedades tóxicas. Tem o seu nome verdadeiro pronunciado em língua nativa que deve ser pronunciado nos rituais para que seja evocado realmente o “espírito da planta”. Para que a cerimônia tenha é necessário saber como o tabaco foi plantado, colhido e preparado.

 USO APROPRIADO - As Plantas Sagradas são poderosas, mas quando usadas ou desrespeitadas, seu poder pode ser destruidor. O tabaco pode ser um curandeiro ou um destruidor. Depende de como e com que freqüência ele é utilizado. Quando usado de uma forma sagrada, ele pode promover a boa saúde e ajudar com orientação espiritual e de crescimento. Quando o tabaco é usado de forma ritualística ele se torna sagrado. Nos velhos tempos, o tabaco foi a mais santa das plantas e os mais sagrados objetos de cerimonial. O Criador é o espírito do tabaco. Quando utilizado com respeito e honra através do cachimbo, a fumaça envolve o espírito do homem e depois viaja para o céu, carregada com gratidão. Por centenas de anos, o povo nativo foi ensinado essa maneira santa e poderosa de se conectar com seu Criador. Se utilizado corretamente, o tabaco pode melhorar seu espírito, sua mente e trazer bem estar físico.
 

USO ABUSIVO - Quando não for utilizado no caminho sagrado, o tabaco pode ser muito prejudicial. O tabaco comercializado é um veneno que contém mais de 4000 substâncias químicas. A cultura dominante explora o tabaco para comercializar e glamurizar o uso abusivo do cigarro. Quando o tabaco é usado como uma droga: fumar diariamente ou mastigar, não está sendo usado em uma maneira sagrada e ele perde o seu poder, pode ao contrário, ser muito destrutiva. Em todo o mundo, cerca de sete pessoas morrem a cada minuto, porque abusam do tabaco. Mesmo entre os nativos americanos existe este abuso, fruto de uma desvirtuação de costumes, pelo contato com a cultura dominante. Se abusarmos de uma planta sagrada, corremos o risco de desconexão espiritual. Muitos anciãos sentem que qualquer uso de tabaco que ocorre fora da cerimônia é uma afronta ao Criador. Pense nisso! Nada que é comercializado, quimicamente modificado e vendido de forma maciça pode ser sagrado.

 

 

 
Para usar o tabaco adequadamente é necessário saber o seu verdadeiro nome nativo. Quando o tabaco é cultivado na terra, você sabe que está limpo. Deve ser plantado segundo a maneira ensinada pelos antigos anciãos das nações indígenas. Para  que o tabaco possa crescer de uma maneira sagrada, temos de re-estabelecer os vínculos entre nós e a terra, céu, plantas e animais. Métodos tradicionais devem ser utilizados na preparação da terra e das sementes. 
 
 
Temos de estar conscientes das razões que estão por trás disso, e do porque as coisas devem ser feitas dessa forma. Uma preparação adequada para o plantio, o uso de pedras sagradas na plantação, reconhecer os nossos sentidos, para que permaneçam atentos, estar em conexão com o Grande Espírito.
O tabaco é parte do patrimônio cultural de um povo, não devemos, pois utilizá-lo de forma leviana e sem o verdadeiro conhecimento de seu pode de cura, cicatrização, sua força cerimonial nas orações
 
Aos “pseudos-xamãs” fica um aviso: Parem de abusar do tabaco e comprometam-se a aprender a forma correta e sagrada de utilizá-lo. Façam a distinção entre o tabaco comercial e o sagrado. Como todos os medicamentos sagrados, quando tratados com respeito, o tabaco é útil. Quando tratados com desrespeito, é perigoso.
 
 

Não há comentários para este produto.


COMENTÁRIOS

Por favor clique aqui para logar na sua conta e fazer um comentário.

clear-bug-div
Indique a um amigo
 
Indique este produto para alguém.